2 de abr de 2010

VALORES REAIS

VALORES REAIS

“Pois que aproveitaria ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que daria o homem pelo resgate da sua alma?” Mc. 8:36-37



Ilustração:

-“Não venda isto agora em hipótese alguma!” insistiu o Pr. Lundstrom com Matias. “Você sabe que isto é muito valioso. Conserve-a até que possamos estar certos de que você vai receber o que ela realmente vale.”

O Pr. Lundstrom e Matias estavam cavando conchas perto das ilhas no Pacífico Sul, onde buscavam as mais raras e mais cobiçadas conchas da região. Bruscamente Matias arrancou que desejava de seu arenoso lugar de repouso. Explicou o Pr. Lundstrom:

-“Perguntaremos na Austrália, e descobriremos por quanto estas conchas são vendidas no mercado. Não se desfaça delas antes que descubramos seu valor!”

Matias concordou. Contudo, as pessoas sabendo do rico achado, tentaram adquirir a concha. Começaram a oferecer 20, 30 dólares. Um negociante local disse;
-“Eu lhe pagarei 40 dólares pela concha!”
Quarenta dólares era uma boa quantia de dinheiro. Para Matias, naquele tempo, equivalia a um mês de salário. Era uma verdadeira tentação. O negociante insistiu. Por fim, Matias concordou. Entregou a concha por 40 dólares, e foi-se embora. Depois, tarde demais, descobriu que a concha valia 2 mil dólares! E Matias a deixou ir por 40! Agora, porém, era tarde demais para fazer alguma coisa. Matias perdera 1960 dólares em sua pressa de desfrutar de seu novo tesouro.

Prezado amigo, você já recebeu como é fácil para nós colocarmos valores errados nas coisas. Prazeres, bons momentos, ganhar dinheiro, viver com status, adquirir coisas como carros, barcos, mansões, estéreos, computadores, vídeos, TVs, etc, podem se tornar o alvo supremo para algum tipo de pessoa, que pode nesta busca, esquecer-se que Deus lhe oferece muito mais!

Um clássico exemplo de como somos facilmente manobrados para uma escolha errada, encontra-se ainda nos primeiros capítulos do livro do Gênesis.

Quando satanás, utilizando-se da serpente apareceu a Eva, ofereceu-lhe trocar a vida eterna, a confiança em Deus, a obediência às normas divinas, a companhia pessoal de Jesus, pela satisfação momentânea do prazer de saborear um exemplar do fruto da árvore da ciência do bem e do mal. Uma troca absurda, injusta, mas Eva aceitou a proposta e o pior, conseguiu convencer inclusive seu esposo, Adão.

E quanto a Adão, ele não pensou de maneira mais sábia que sua mulher. Entre a obediência a Deus, a eternidade, a felicidade, a companhia de Deus e dos anjos, vida eterna, e permanecer ao lado de sua linda esposa Eva, ele escolheu a Eva. Como resultado direto de sua errônea escolha, o pecado passou para toda a humanidade, e com o pecado, vieram as tristes conseqüências das doenças, sofrimento, miséria e morte.

Para nós hoje é fácil condenar o primeiro casal, julgamos que todos os nossos problemas nos advieram por culpa unicamente deles. Porém, quanto como eles, infelizmente, ‘vendem’ suas valiosas ‘conchas’ que são: o seu futuro, a comunhão com Jesus e a vida eterna, pelos ’40 dólares’ de uns poucos anos de prazer nesta vida, quando poderiam ter recebido os ‘dois mil dólares’, que é a vida que jamais se acabará em companhia de Deus, na Nova Terra!

E essa troca injusta, absurda, é feita por alguns segundos de prazer sexual, de algum dinheiro numa transação comercial ilícita, no uso do engano malicioso contra uma pessoa, na maneira não modesta de vestir-se levando ‘a cobiça e ‘a imoralidade, no uso de drogas, fumo e bebidas que destroem a mente, o comando central do corpo, a sede do Espírito Santo!

Mesmo que essa troca pareça ser mais vantajosa, como uma fabulosa herança se abandonarmos a Cristo ou não separar a família quando um de seus membros se torna cristão, não perder a vida em lugares aonde é proibido o cristianismo, Jesus ainda nos diz: “pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? Ou que daria o homem pelo resgate da sua alma?” (Mc. 8:36-37)

Mas hoje Jesus ainda acrescenta uma preciosa promessa: “E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por amor do meu nome, receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna.” (Mt. 19:29)
Prezado amigo, nada existe neste mundo que possa ser comparado a recompensa divina, porque tudo aqui é passageiro, tudo o que existe neste mundo que aparenta trazer felicidade, um dia, pode causar dor, sofrimento, tristeza ou decepções.
Não há nada de absoluto, nada de real valor. Tudo é passageiro, tudo é transitório. Só Deus é eterno, absoluto e real. Por isso, seria uma troca absurda: a garantia eterna por nada, ou quase nada.

Deus hoje nos diz: -“Filho, agüente só mais um pouquinho. Suporte apenas por pouco tempo a pobreza, mas não seja desonesto. Permaneça firme na pureza de seus pensamentos e de seu corpo, mas não suje sua moral, não macule a sua alma. Espere mais um pouco vivendo sem auto-estima, não a busque em coisas que te destroem como os vícios. Pois em breve, muito em breve, eu voltarei. Então, finalmente, você será verdadeiramente feliz!

Então todas as suas necessidades serão supridas, todos os seus problemas serão enfim sanados! Só então você poderá conhecer aquilo que é real, verdadeiro, absoluto e que satisfaz plenamente. Só então, você terá uma noção correta do que realmente tem valor.

Você é importante, você tem valor, pois para obtê-lo, eu não paguei apenas 40 dólares, nem mesmo 2 mil dólares, mas paguei com Meu sangue, depositei a minha vida, como garantia de que poderia compra-lo para sempre.”

Você e eu podemos escolher atender ou rejeitar esta proposta divina!

Nenhum comentário: