1 de abr de 2010

SOMOS PRECIOSOS PARA DEUS

SOMOS PRECIOSOS PARA DEUS


Ilustração:
            Em sua primeira infância John Newman duvidava de Deus e da Bíblia. Era forte de vontade e estava certo de que poderia fazer sua vida sem ajuda de ninguém. Assim ele andou sozinho em trevas.
            Aos 15 anos, entretanto, John se rendeu ao Espírito Santo. Voltou-se para Deus e pediu Sua guia.Desse dia em diante, John caminhou na luz. O que o fez mudar de direção, foi que quando viajava por mar de Roma para Marselha, nos Estreitos de Bonifácio, entre as ilhas de Sardenha e da Córsega, o navio parou por falta de ventos, e durante sete dias permaneceu imóvel.
            Foi durante este período difícil da viagem, quando sem esperanças, saudoso do lar, escreveu um lindo hino em que pedia que a Luz os guiassem bondosamente em meio a tristezas e pesares desta vida.
            Prezado amigo, quantas pessoas hoje, como John Newman sentem-se seguras e auto-confiantes enquanto a vida lhes sorri. Entretanto, quando sopram os primeiros ventos fortes, quando caem os primeiros pingos de chuva, quando ribombam os primeiros trovões no mar da vida, então, são tentados a duvidar, a desconfiar de sua própria capacidade.
            Alguns olham para cima, como o fez John Newman. Outros, entretanto, enchem-se  de interrogações quando vêem uma mãe morrendo de câncer, um amigo que fica irremediavelmente paralítico num desastre de automóvel, ou quando uma pessoa é acusada injustamente, ou uma pessoa amiga é vítima de ladrões e criminosos, quando um líder da igreja abandona a sua fé. Então eles perguntam: -“por que Deus permite que tais coisas aconteçam?”
            Se você um dia for tentado a desacreditar da bondade de Deus, olhe para cima, para o Criador! Foi Ele quem te deu a vida e, portanto, sabe quais são as suas necessidades. ,Por exemplo: Foi Deus quem criou o seu corpo e por isso Ele não Se esquece que você necessita de alimento e vestuário.
            Um dia Jesus chamou a atenção de Seus ouvintes para os pássaros enquanto estes entoavam os seus cânticos de louvor, livres de preocupações, dizendo:-  “ Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?” (Mat. 6:26)
            Depois, Ele olhou para as encostas dos montes que se achavam matizadas de flores e, apontando-as no orvalho fresco da manhã, declarou: -“Olhai para os lírios do campo, como eles crescem: não trabalham nem fiam... Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?” (mat. 6:28-29)
            Prezado amigo, as formas graciosas, as delicadas cores das plantas e das flores podem ser até mesmo copiadas pela habilidade humana. Que toque, porém, é capaz de transmitir vida a uma flor, ou a uma haste sequer? Toda florinha à beira dos caminhos deve a existência ao mesmo poder que estabelece os luminosos mundos lá em cima. Mas nós somos mais importantes para Deus que as flores ou os astros.
            Por isso Jesus diz para você  para mim: -“olhai para os lírios”, e “olhai para as aves”. Nas pétalas do lírio, Deus escreveu uma mensagem para nós de confiança e de amor.
            Você sabe por que Ele nos deu as aves canoras e as flores gentis? Por causa de Seu deslumbrante amor, porque em Seu coração de Pai, Deus desejava tornar o nosso caminho da vida mais luminoso e mais alegre.
            É claro que poderíamos ter o necessário para a nossa existência, mesmo sem as flores e os pássaros, mas Deus não estava satisfeito em nos prover meramente o que apenas bastasse à vida. Ele encheu a Terra, o espaço e o firmamento com traços de beleza a fim de escrever nelas uma mensagem de Seu amor por nós!
            Você não acha isto maravilhoso? As belezas de cada coisa criadas por Deus são apenas uma pequenina demonstração de Sua glória. Mas falam muito de Seu interesse por nós!
            Querido amigo, se Deus fez tudo lindo e perfeito para nos alegrar, para nos dar prazer, para melhorar a nossa vida e diz-nos que valemos mais do que todas estas coisas, quanta importância dá Ele a nós!
            Deus nos circundou de beleza a fim de ensinar-nos que não fomos colocados na terra apenas para labutar pelo próprio eu, trabalha, plantar, colher, construir, mourejar e correr, mas para tornar a nossa própria vida luminosa, feliz e bela com o amor de Cristo. Para, como as flores, alegrar a vida dos outros mediante um ministério de amor.
            Este Deus infinitamente maravilhoso, nos dá o privilégio de dEle nos aproximarmos chamando-O de Pai, pois compreende tudo quanto isto esta palavra implica para cada um de nós. Pai terreno algum jamais pleiteou tão fervorosamente com um filho errante como o faz o Deus com o transgressor.
O Criador mora em cada lar; ouve cada palavra que é proferida, escuta cada oração erguida ao céu, experimenta as dores e as decepções de cada alma, e considera o tratamento dispensado a pai e mãe, irmã, filho, amigos e desconhecidos. Ele cuida de nossas necessidades, e Seu amor, Sua misericórdia e graça estão continuamente a fluir para satisfazer nossas necessidades.
Por tudo isto, prezado amigo, se você aceitar a Deus como o seu Pai e reconhecer-se como Seu filho, permitindo ser guiado por Sua sabedoria; se você for obediente em todas as coisas, sabendo que Seu amor é imutável, então você poderá aceitar o plano de Deus para a sua vida, mesmo que este plano não seja exatamente aquele que você desejava.
Porém, só assim, o céu tormentoso de sua existência se abrirá, e raios brilhantes de sol, encherão a sua vida novamente.
Agradeçamos a Deus por sermos assim tão preciosos para Ele, tão preciosos que custamos o sangue de Jesus, e esta sim, é a maior prova de amor que Ele nos oferece hoje!  (Adaptado de “O Maior Discurso de Cristo”)

Nenhum comentário: