19 de abr de 2010

PROVIDENCIA DE DEUS LEVANDO O PECADOR A SALVAÇÃO

A providência de Deus levando o pecador à salvação
Filemon - Vs.: 10,11,12,16,17,18


10/02/2004 - Nesta pequena porção da Bíblia, a carta do Apóstolo Paulo a Filemon, quero compartilhar e falar sobre o amor e a providência de Deus para a salvação de um perdido, os caminhos sábios e amorosos de Deus para salvação de um pecador.
Três personagens encontramos nesta carta: Filemon, Onésimo e Paulo.
Filemon era um crente da cidade Colossos. A ocupação de Filemon era ser Senhor de escravos e um de seus escravos era um homem chamado Onésimo. Geralmente o escravo daquela época na cultura judaica, não era exatamente como a idéia de escravos que temos aqui no Brasil. A pessoa se tornava escrava quando não podia pagar suas contas por necessidade ou por gastar mais do que podia. Ficava um determinado tempo servindo seu credor até pagar sua conta. Porém esta servidão não era por se dizer desumana como o conceito de escravidão que conhecemos. Mas Onésimo não se contentava com a vida de servo, se rebelou contra seu Senhor Filemon e fugiu da casa de seu Senhor. Ele buscou a liberdade fácil. E para onde que ele foge? Para a cidade de Roma. Roma representa o mundo. A cidade de Roma tinha tudo para fascinar e atrair qualquer ser humano da época, assim como o mundo de hoje.
Evidente que quem foge dos domínios de seu senhor quer provar “do bom e do melhor” do mundo. Mas Onésimo estava tão cego que era exatamente em Roma que Filemon o procuraria. Afinal o que um escravo desejava mais na época era conhecer esta magnífica cidade, a capital do mundo na época.
Mas Deus estava por trás ou melhor na frente de tudo. O que Deus é capaz de fazer para salvar um perdido? Alguém pode calcular? O Apóstolo Paulo fala em Rm 11:33: “Ó profundidade das riquezas tanto da sabedoria como da ciência de Deus, quão insondáveis são os seus juízos e quão inescrutáveis os teus caminhos...” Os caminhos de Deus na vida de Onésimo o amor de Deus para com ele era maior do que a sua rebeldia, orgulho e presunção. Assim também Deus agiu nas nossas vidas, os caminhos dele foram muito maiores do que os nossos tortuosos caminhos escolhidos por nós mesmos. O profundidade das riquezas... Deus é profundo e rico em sabedoria e conhecimento, alguém por ventura consegue enxergar a profundidade da sabedoria, riqueza, conhecimento e força do Deus Eterno? Não, mas tudo isto ele usa para salvar um perdido.Veja, Onésimo se fosse encontrado por Filemon, sofreria grave castigo, talvez sua escravidão seria aumentada por toda vida. Por outro lado, se a guarda de Roma o encontrasse também o poderia matar pois estava em condição ilegal, como fugitivo. A nossa condição quando estamos no mundo fugidos de Deus é muito perigosa. O nosso Senhor que é fogo consumidor pode nos requerer a qualquer momento, e o diabo então que está mais perto do que nunca quando estamos no mundo, também quer nossa alma e nosso corpo para nos fritar. Mas a providência de Deus conduzia Onésimo em seus caminhos. A palavra providência entre outras definições significa: 1º “A suprema sabedoria de Deus em conduzir todas as coisas” 2º “Acontecimento Feliz”. Onésimo teve a maravilhosa providência de Deus em sua vida e por isto foi muito feliz. Onésimo, um escravo fugitivo estava diante de uma situação muito perigosa, Se Filemon o encontrasse sofreria grave castigo, talvez sua escravidão seria aumentada por toda vida. Se fosse pego pela guarda de Roma poderia morrer por estar ilegal na cidade, assim quando estamos longe de Deus, do aprisco as circunstâncias da vida nos cercam de tal maneira, que nos deixam sem saída, apavorados, sem paz com medo. Mas a providência de Deus estava na vida de Onésimo, e na sua infinita sabedoria de conduzir todas as coisas, não permite que Filemon, no momento da sua ira localize Onésimo em Roma, e também o protege da morte em Roma. O Espírito Santo então conduz Onésimo a uma homem velho numa prisão de Roma chamado Paulo. “Quão insondáveis...”Isto chama-se providência de Deus, a atuação do Espírito Santo no mundo a favor de seus escolhidos! Assim como o Espírito Santo livrou Onésimo da ira do seu Senhor, e do fúria do mundo levando Onésimo até o apóstolo Paulo, assim, o mesmo Espírito Santo te salva da ira fatal de Deus e da morte por Satanás, te levando a Cristo. Todo homem tem que se reconciliar com Deus por que todo homem pecou. Onésimo apesar de fugitivo, “livre do seu Senhor”, viu que as coisas começaram a apertar. A moinha de Deus mói devagar, mas mói muito bem. Ele chegou num ponto que tinha que se reconciliar com Filemon para ter paz na vida, senão até quando ele continuaria fugindo? A qualquer momento, ele iria ser pego por Filemon ou pela guarda de Roma. Qual a única maneira de resolver esta situação? Se reconciliar com Filemon,. Ele tinha que se reconciliar com seu Senhor.
Porém se ele fosse diretamente a Filemon, ele poderia se dar mal, porque Filemon poderia estar irado. Então, era necessário alguém interceder por ele antes de ele ver a Filemon, e este intercessor não poderia ser qualquer um. E não vejo outra pessoa com mais influência sobre Filemon do que o Apóstolo Paulo. Paulo tinha muita consideração da parte dos irmãos da cidade de Colossos que era a cidade de Filemon por causa das grandes obras que Paulo em suas viagens missionárias fez naquela região, apesar de não ter fundado a Igreja de Colossos. E nos versículos que lemos, vemos Paulo apesar de preso falar de igual para igual com Filemon intercedendo por Onésimo. Paulo pregou para Onésimo, este se converteu e agora Paulo buscando dar a Paz a Onésimo intercede em favor dele junto a Filemon. Fazendo uma comparação, nesta palavra, o Onésimo é vc, fugitivo, rebelde, pecador, Filemon, é Deus, Paulo é Cristo. Assim como a providência de Deus pelo Espírito Santo conduziu Onésimo a Paulo para que Paulo intercedesse por Onésimo a Filemon, salvando sua vida, assim você como fugitivo, é conduzido pelo Espírito Santo a Cristo e Cristo intercede por vc junto ao Pai todos os dias, por que Ele está assentado a destra de Deus como nosso Sumo Sacerdote!. Sua conversão (hoje ou ontem) parece loucura, não é isso, quem diria, não é? O Espírito te trouxe a Igreja, vc ouviu Jesus, se converteu e Jesus passou a interceder por ti junto ao Pai. . A ira santa e justa de Deus, pela intercessão de Jesus foi abrandada, teu jugo foi quebrado e vc tem paz na vida. Veja, que como Onésimo vc é conduzido nesta noite para a pessoa certa. Se outra pessoa intercedesse por Onésimo, Filemon não aceitaria, assim o Pai não aceita nenhuma interseção por tua vida a não ser a de Jesus. (At. 4.12; I Tm 2.5; Jo.14.6; I Jo 5.12) Assim como Paulo preso, encarcerado salvou Onésimo, assim Jesus crucificado salva a tua vida. Ninguém pode rogar por vc nem agora nem na hora da morte. O seu Senhor o Deus Todo-Poderoso não vai aceitar. Só Cristo salva, só Cristo tem este poder, porque também é Deus. Assim como Onésimo, vc que era fugitivo agora pode se tornar num irmão amado na congregação. A palavra Filemon significa amável, e o Pai te ama e por Cristo ele te aceita. Onésimo significa útil. Deus te fez útil, em alguma circunstância da vida vc se afastou e passou a ser inútil, não porque Deus quis, mas você mesmo. Lm 3.39, Ec 7.29. Mas Jesus, te olhou na condição de inútil, fugitivo, rebelde, algemado por um peso e mesmo assim conseguiu enxergar em vc utilidade, utilidade que o mundo ou até mesmo sua família não acreditavam mais. Paulo intercedendo por Onésimo disse a Filemon: se ele te deve alguma coisa, põe na minha conta, Jesus diz de você ao Pai, Ele nunca vai poder te pagar Pai, a dívida deste homem, a dívida desta mulher é muito alta! Mas ele, ela me aceitou, então toda dívida põe na minha conta, e a conta é a Cruz! Assim, Deus salva um homem,. Rm 11:33.
Se vc não aceitou a Cristo, aceite e vc que já o tem valorize, retenha a palavra no coração, guarda o que tem para que ninguém roube tua coroa. Amém.
26 - Saindo da mera informação e conhecendo a certeza das maravilhas de Deus. “Para que conheças a certeza das coisas de que já estais informado”. (Lc 1.4) O Evangelista Lucas escrevendo ao seu amigo Teófilo, desejava que este conhecesse a certeza das verdades do Evangelho. Alguns anos atrás Jesus havia feito sinais prodígios e maravilhas e após sua morte e ressurreição, os dons continuavam operando tremendamente por meio da igreja. Teófilo começou a ser informado destas coisas e queria que um homem de confiança testificasse que aquilo tudo que ouvia era de fato verdade. Será mesmo que acontecia aquelas curas maravilhosas, a libertação de muitos de espíritos malignos, a transformação de vidas como da prostituta e do ladrão que se tornaram discípulos de Cristo...Será que isto acontecia mesmo? Será mesmo que continuava acontecendo? Teófilo não tinha a Bíblia escrita como temos hoje para de fato ter certeza, o que ele ouvia era um zum zum zum que entre os cristãos Jesus continuava a operar sinais e maravilhas pelo Espírito que deixou na terra quando disse: “Não vos deixarei órfãos”. Ele poderia pensar que era mais uma seita fantasiosa e enganosa. Então ele procurou uma pessoa idônea de confiança, o evangelista Lucas para checar mesmo se tudo aquilo de que ele era informado era verdade. E quando buscamos a verdade com sinceridade o Espírito Santo nos encaminha para a pessoa certa que é Cristo.  Porém, muitos de nós, quer com um mês de crente ou 40 anos de crente, em muitas coisas estamos ainda como Teófilo apenas informados, mas não temos certeza daquilo que professamos. Isto é uma verdade. Somos informados constantemente que Jesus cura, liberta, salva, muda, restaura, mas ficamos apenas no campo da informação e de fato não temos certeza das maravilhas de Jesus, porque somos falhos em nossa fé. Nos escondemos por trás apenas das manifestações físicas como demonstração do poder do Espírito, mas apesar de todo o movimento o cego continua cego, o paralítico continua paralítico, o pecador continua pecador, e o aflito sem alívio, até quando? Será que não estamos trocando a verdade espiritual pela emoção vã e passageira? Não seria a emoção uma forma de fuga para esquecermos que a nossa incredulidade e infidelidade para com Deus nos faz viver um pseudo-evangelho e não mesmo o evangelho de verdade? Será que somos apenas informados de um Cristo ou de fato conhecemos o Cristo?  Será que Jesus é menino quando disse que os sinais seguiriam aos que criam, e hoje não vemos nada, lutamos entre nós mesmos, com coisas mesquinhas dando as costas para o melhor do Senhor? Será que no céu teremos comportamento do tipo não vou com a cara de tal irmão, põe ele em outra parte bem longe aqui no céu, Senhor... Será que estamos brincando de Cristianismo? Qual a influência que estamos passando para o Mundo? Ei crente cadê a cura? Cadê a chama do amor, linda teoria, mas cadê a prática? Cristão salva-te a ti mesmo! Pois bem, o Senhor nos chama nesta hora a conhecer esta certeza, sair do básico, da aparência de poder e conhecer de fato o poder. Porém há pelo menos três coisas que nos separam desta experiência.  1) Incredulidade; 2) Pecado;  3) As aflições deste mundo.
Precisamos com Cristo vencê-las nesta noite para então conhecermos o poder de Deus de maneira prática, operante e não apenas teórica.
1) Incredulidade. O que duvida é semelhante à onda do mar, ou seja é levado por qualquer vento. Para termos a certeza das coisas que somos informados é necessário fé. Ora somos salvos pela fé (Ef. 2.8); o justo (salvo) vive da fé (Hc 2.4, Rm 1.17 e Hb 10.38) e alcança as promessas pela fé (Hb. 11.6).
Hb. 4.2 “a palavra da pregação para nada lhes aproveitou, porquanto não estava misturada com a fé daqueles que a ouviam “ “e não puderam entrar por causa da Incredulidade” (Hb 3.19). Peça para Cristo tirar a incredulidade do teu coração e enchê-lo de fé.  2) O pecado é outra arma de Satanás para não chegarmos ao conhecimento desta certeza. O salmista Asafe passou por esta situação. No salmo 77, ele se encontrava numa situação interior terrível, achava-se longe de Deus, uma expectação horrível de juízo e da ira de Deus por causa de seus pecados. Veja: Sl 77. 4, 6, 7-10. Em situação de pecado o Diabo começa a lançar uma série de dúvidas: Será que o Senhor ainda é contigo? O teu pecado é tão grande que não cabe misericórdia (Is 1.18). Confie na misericórdia do Senhor, se arrependa, deixe e sem dúvidas alcançarás Misericórdia. O Senhor te ama. 3) As aflições deste mundo. As lutas tendem a nos deixar tão desanimados que ficamos paralisados, sem reação, não reagimos, a luta é muito grande. Sl 18.4,5; 16-19. Deus tem poder para invadir teu cativeiro, te libertar e ainda por cima amarrar o valente no seu próprio cativeiro. Rompemos neste momento com toda incredulidade, todo pecado, e todo desânimo que nos escravizam. Se é incredulidade, Ousamos dizer o que está escrito em I Jo 5.14,15. Se é pecado exclamamos Rm 8.33... ; Is 44.22, 1Co 15.55. Se é aflição, Diga confiando, crendo: Rm 8.31. Para que conheças a certeza das coisas de que já estais informados. 
27 - A ACUSAÇÃO DO DIABO E A JUSTIFICAÇÃO DE DEUS 
“Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus, é Deus quem os justifica” (Rm 8:33)
Desde o princípio, a acusação sempre foi uma das principais armas do inimigo do homem. A acusação limita o desenvolvimento espiritual mantendo o homem para baixo e incapaz de viver em plena comunhão com seu Criador. Há uma passagem que não me sai da cabeça desde que vim para Cristo e nunca vai sair do meu coração. Zc. 3:1-4. O Sacerdote Josué era homem de Deus, era um homem aprovado por Deus, mas mesmo assim o Diabo o deixou com as vestes sujas. Isto nos prova que não basta ser bom, na verdade a nossa justiça não nos leva a ao céu. (Isaías, Paulo, Jeremias). O homem natural já nasce em pecado por isso que Jesus disse: “Necessário vos é nascer de novo” Quando Deus recebia o sacrifício de Noé Deus dizia: Não vale a pena contender com o homem porque ele é mal desde a sua meninice. Satanás sabendo disto nos acusa terrivelmente e assim acusava o Sumo Sacerdote Josué. Cada pecado citado por Satanás manchava um pouco mais a roupa do Sacerdote Josué, e o pior: era tudo verdade. Notem que as nossas obras não nos levam ao céu por isso está escrito: Pela graça sois salvos mediante à fé, e isto não vem de vós é dom de Deus (Ef. 2:8). Veja que Satanás não brinca e é tão sagaz que na carta de Judas ele se sente no direito de requerer o corpo de Moisés chegando até a lutar com o Arcanjo Miguel. Satanás não vai requerer algo que ele não tenha direito. Ele queria não só a alma, mas também o corpo de Moisés, e tinha argumentos fortíssimos para isto. 1) Moisés havia matado um homem, 2) Não circuncidou seu filho, desobedecendo a ordem explícita de Deus para com o povo de Israel. 3) Feriu a rocha ao invés de falar à rocha. Mas Moisés era um escolhido de Deus e quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? E o próprio Arcanjo Miguel dizia para Satanás: O Senhor te repreenda! Certa vez Jesus disse a Pedro: Satanás está te cirandando, de olho na sua vida Pedro, mas eu roguei ao Pai por ti. Há um que roga por nós, senão já estaríamos consumidos e Pedro também foi justificado pela interseção de Jesus. Ora se o sumo Sacerdote Josué, Moisés e o Apóstolo Pedro, homens de Deus foram sujeitos à acusação do Diabo e poderiam se não fosse a Justiça de Deus chamada Cristo irem para o inferno, quem dirá nós? Mas quando ele nos acusa, há um na destra do pai que nos defende e diz ao Pai: É verdade Pai toda acusação é verdade, mas este meu filho em tal dia (que pode ser hoje) fez um concerto comigo eu estou com ele e pelo meu sangue o tenho justificado. Ele se arrependeu deixou o que não te agrada por isso alcançou misericórdia. Desfaço toda a sua transgressão como a névoa e os seus pecados como a nuvem. Pai não atente para a acusação do Diabo porque eu remi este homem, eu remi esta mulher ele é meu, ela é minha. E Deus, Grande Juiz, bate o martelo e diz: Absolvido, absolvida, pelo sangue do cordeiro. “Quem intentará...”
O sacrifício de Cristo é a Justiça de Deus para nós. Cristo é nossa justiça,  Ora se Cristo morto nos reconcilia a Deus quem dirá ele hoje vivo, intercedendo por nós junto ao Pai! Busquemos pois a vida nova com o Senhor, triunfando sobre as acusações e culpas lançadas pelo inimigo das nossas almas que tanto procura nos prender. Isto vencemos praticando uma nova vida em Cristo. Você é um escolhido de Deus, você é uma escolhida de Deus! Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus, é Deus quem os justifica!

2 comentários:

Sergio H S Christino disse...

"Em Deus ponho a minha confiança,
e não terei medo"
(Salmos 56:11)


Quando enfrentamos lutas difíceis e quando as
nossas forças parecem insuficientes para vencê-las,
a melhor direção a tomar é buscar a direção de Deus.
O SENHOR jamais perdeu uma luta e
seguros estamos em Suas mãos.
Todas as coisas cooperam para o
nosso bem e edificação espiritual.
A nossa vida é muito mais tranqüila e vitoriosa
quando entregamos nas mãos do Senhor Jesus,
todas as nossas principais decisões.
Quando oramos por aqueles que nos perseguem e
quando amamos os que sem causa se levantam
contra nossas vidas, amontoamos
brasas vivas sobre as nossas cabeças.
Põe a tua confiança em DEUS e
não tenha medo das adversidades.
Deus Te Abençõe!!
tenha uma boa noite

Diacono Sergio

Cristo o salvador disse...

paz do senhor meu querido eu creio perfeitamente, Deus traça seus planos definido e nao deixa duvida concernente a sua autoridade nem a sua onipotencia.ele é Deus aleluia, opera em nós tanto o querer como o efetuar conforme o poder que em nós opera